10 revoluções de moda para sua vida

É de couro, mano!

Escrito por em 8 de maio de 2015

O uso de peles de animais para se proteger do frio é pré histórico, mas desde que moda também ganhou caráter de tendência, tornou-se um artigo de luxo. Em uma conversa de bar domingueira, entrei em discussão com os amigos sobre qual seria a opção mais ecológica na hora de comprar minhas botinhas de inverno e jaquetas sexy pro ano todo. Couro legítimo, ecológico ou sintético? Antes de você me responder, deixe eu te apresentar quem é quem.

O couro legítimo é uma pele animal, seja vaca, cobra, tilápia (sim, até os peixes) ou qualquer outro ser vivo. Para que a cútis vire tecido, são aplicados diversos processos químicos, são mais de 90 produtos diferentes – como o cromo III, um pó verde como o Hulk e tão perigoso quanto – para impedir processos de decomposição, garantir impermeabilidade ou brilho. Nos pontos negativos, ainda precisamos incluir o desmatamento causado na criação de animais, a alta quantidade de água desperdiçada e claro, a morte de seres vivos inocentes.

j-w-hulme-horween-leather-hides

Já o couro ecológico se diferencia no processo de curtimento: em busca de menos agressão ao meio ambiente, são usados produtos alternativos como taninos vegetais. Exatamente por essa escolha mais criteriosa na fabricação, o couro ecológico tem o preço na mesma faixa ou até acima do couro legítimo: Ka-ching! $$$…

Já o couro sintético nem poderia levar esse nome, ele na realidade não é um tecido e sim um laminado, coberto por poliuretano, que aparece nas etiquetas como PU, o descarte das peças é altamente prejudicial e sua decomposição bem mais rápida que dos outros couros. Outra matéria prima principal é o PVC, composto por cloro (derivado do sal de cozinha) e eteno (do petróleo), como pode-se imaginar analisando os derivados, ele não é muito amigo da natureza, não.

isa_760xn.6851373014_df4a

Mas há uma alternativa mais linda do que essas para o couro sintético, que é produzido lá na nossa querida Amazônia, em meio a onças pintadas e araras: o couro vegetal feito de látex. Na busca por um processo ético e justo, essa produção leva em conta inclusive a vida dos seringueiros, ganhando o nome de Tecido da Floresta, ele é feito de algodão embebido no látex, uma composição mais natural.

Boa dica é a Ecoloja, site que reúne diversos produtos com iniciativas parecidas – inclusive tênis feitos de cânhamo, a verdinha. Uso do petróleo, desmatamento, vida de animais… Pensar nesses fatores é o que diferencia uma compra consciente de uma desenfreada. A escolha é sempre sua. Qual vai ser?

postado por

O nome é Hellen, mas pode chamar de Hell. Jornalista, feminista e contraditória, tenho como combustíveis o café, poesia e boas gargalhadas. Minha relação com a escrita é a mais longa que já tive, mas vivo em flerte com a moda. Sou aficionada por histórias, portanto é fácil me encontrar em um brechó, as buscando nas roupas; em um sebo, perdida nas páginas dos livros; ou observando tudo que há a volta – cuidado para não trombar comigo! Acredito na beleza como um sentimento e na moda como uma expressão cultural.
Mais Moda

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.


*

Ins
ta
gram